Apple Pay deve ganhar suporte a Bradesco e Banco do Brasil em julho

O Apple Pay ganhará suporte ao Bradesco e ao Banco do Brasil em breve, de acordo com reportagem da Folha de São Paulo. A novidade deve chegar no próximo mês de julho, quando acaba o acordo de exclusividade de 90 dias da Apple com o Itaú, firmado quando o serviço entrou em operação no Brasil, em 4 de abril deste ano.

Os dois bancos, ao contrário do Itaú, já estão presentes no Google Pay e no Samsung Pay. Por isso, o o fim da exclusividade significa não só a possível entrada de ambos no serviço da Apple, mas também a chegada da instituição financeira às plataformas rivais. A página do Samsung Pay inclusive já confirma a parceria para breve, mas não há data definida.

O Apple Pay já está presente em 20 países e permite pagar compras com o celular, simplesmente aproximando-o de uma máquina de cartão compatível com NFC. No Brasil, o sistema, bem como os dos concorrentes, ainda não decolou – mas, no caso, graças especialmente à baixa penetração dos iPhones, que representam menos de 6% dos smartphones vendidos por aqui. O serviço é compatível apenas com iPhones do 6 em diante e com o Apple Watch.

Para efeito de comparação, tanto Google Pay quanto Samsung Pay funcionam em uma variedade maior de aparelhos. A plataforma de pagamentos do Google é compatível, em tese, com qualquer aparelho Android com NFC. Já a da Samsung funciona em 23 dispositivos da marca, do Galaxy A7 de 2016 ao Galaxy S9 – e ainda “conversa” com máquinas de cartão com a tecnologia MST, de transmissão magnética, mais comum no mercado.

Entramos em contato com os três bancos, mas Itaú e Banco do Brasil não deram retorno até a publicação da matéria. A Apple e o Bradesco não quiseram comentar o caso.

Fonte: Olhar Digital

Deixe seu comentário