China começará a testar serviço mundial de internet via satélites em 2018

A CASIC, empresa chinesa de aviação e exploração espacial, anunciou que lançará um satélite neste ano para começar a testar um serviço mundial de internet via satélite. O satélite terá capacidade de oferecer conexões com velocidade de até 500 MB por segundo, e a ideia é que a rede seja composta por 156 satélites quando começar a operar, em 2022.

Segundo o China Daily, a rede criada pelos 156 satélites poderá ser acessada a partir de qualquer parte do planeta. De acordo com o presidente da CASIC, a rede permitirá que seus usuários “aproveitem um serviço de internet de banda larga quer estejam no deserto, no meio do mar ou mesmo à bordo de um avião”.

Embora satélites geralmente orbitem a uma altura de cerca de 36 mil quilômetros acima da superfície da Terra, os satélites chineses ficarão a apenas mil quilômetros de altitude, segundo o Engadget. Após o primeiro lançamento, a agência chinesa pretende passar o ano de 2019 realizando testes e, em 2020, mandar outros quatro satélites para compor a rede. O número total de 156 satélites só deve ser atingido em 2022.

Não foi só a China que teve essa ideia. Algumas semanas atrás, a empresa estadunidense SpaceX lançou também dois satélites Starlink com um objetivo semelhante. No entanto, as ambições da empresa de Elon Musk parecem ser ainda maiores do que a da agência espacial chinesa: a rede de satélites da SpaceX deverá ser composta por 4,4 mil equipamentos quando começar a funcionar.

Fonte: Olhar Digital

Deixe seu comentário